Revisão de índices garantiu incremento de R$ 1,5 milhão no ICMS Ecológico 2020, em Palmas

Uma evolução do índice do ICMS Ecológico importará acréscimo de aproximadamente R$ 1,5 milhão para o município de Palmas no exercício de 2021. Este resultado foi conhecido após a republicação do índice provisório em que a Capital obteve um significativo acréscimo nos percentuais, relativos ao repasse do tributo. 

O trabalho para participação no ICMS Ecológico é realizado em conjunto com a Secretaria Municipal de Finanças (Sefin) e Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA). 

O Edital CEIMP/ICMS 06/2020 que trouxe índice de participação com o valor de Palmas atualizado foi publicado no Diário Oficial do Estado do Tocantins (DOE-TO) nº 5.717, em novembro. 

Segundo explicou o secretário de Finanças de Palmas, Rogério Ramos, os acréscimos nos percentuais dos quesitos do ICMS Ecológico tornaram efetivo o índice final, cuja soma representa o índice percentual de 0,15255007. 

“No índice provisório que havia sido publicado em 01.07.2020 DOE Nº 5.633, o valor total do ICMS Ecológico, era de 0,02231821, sendo que o único quesito que o município pontuava era Saneamento Básico e Conservação da Água (SBCA)”, explicou Ramos. 

Ele informou que nessa republicação foram considerados a Política Municipal do Meio Ambiente (PMMA), as Unidades de Conservação e Terras Indígenas (UCTI), Controle Combate a Queimadas (CCQ), Conservação do Solo (CS) e Turismo Sustentável (TS), para os quais não havia pontuações atribuídas. 

Confira a pontuação atualizada em comparação a primeira pontuação. 

Pontuação atualizada 

“Na ocasião da publicação do índice provisório, no DOE 5633 de 1º de julho Palmas, já havia detectado que existiam divergências nas informações e por esta razão já havia oferecido impugnação, inclusive ao índice do Turismo Sustentável, que foi incluído neste exercício, e que o Município, mesmo estando incluso no mapa do turismo brasileiro, não recebia a pontuação devida”, lembrou o secretário de Finanças. 

Ramos informou que após as impugnações o CEIMP/ICMS, por meio do Ato nº 001/2020, cancelou a publicação do índice provisório, e todos os procedimentos dele decorrentes, para que os cálculos fossem refeitos, e inseridos outros, conforme o Edital 006/2020. 

“Estas variações positivas, que estão ocorrendo desde o exercício anterior, no índice de participação do município, com o consequente aumento de ingressos de receitas, se deram em função dos investimentos efetuados na busca da maximização das receitas de competência da gestão municipal”, finalizou Ramos.

A presidente da Fundação de Meio Ambiente, Jacqueline Vieira, afirmou que a política ambiental de Palmas, que privilegia a preservação de recursos naturais como os corpos hídricos, a recuperação da vegetação nativa, proteção da fauna são essenciais para que a Capital alcance cada vez mais participação nesse tributo. 

“Trabalhamos de forma transversal, com todas as pastas do município e envolvendo a comunidade, por isso estamos alcançando cada vez mais reconhecimento, inclusive com resultados tributários positivos”, assegurou Jacqueline.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *