Rádio BRFM sofre ataque e incêndio destrói prédio e equipamentos

“A BRFM sofreu um atentado essa madrugada, atearam fogo nos transmissores que culminou na saída da rádio no ar. BRFM pede compreensão ao seus milhares de ouvintes e patrocinadores. Vamos restaurar os nossos sinais em breve.” – com essas palavras o diretor da emissora notificou o fato a seus ouvintes e anunciantes.

Na madrugada de quinta-feira (05/11), a rádio BRFM, emissora de rádio do município Alvorada, região sul do estado, foi atacada por bandidos que atearam fogo na emissora destruindo o prédio e seus equipamentos. Saulo Rezende Póvoa, diretor da BRFM disse que a estrutura do prédio, diversos equipamentos, como transmissores e ar-condicionado, foram completamente destruídos, dando um prejuízo de mais de R$ 90 mil.

Segundo Póvoa, o estúdio não foi atingido. A PM relatou que foi chamada na madrugada e, chegando ao local, se deparou com o local em chamas. No estabelecimento, os militares encontraram uma chave de roda que aparentemente foi usada para arrombar o imóvel.

No local, os militares também localizaram uma arma de fogo. O vizinho da emissora de rádio foi quem chamou a corporação. Ele disse à PM que, na madrugada, ouviu três pancadas fortes. No momento, ele abriu a porta dos fundos da casa onde mora para verificar o que estava acontecendo e viu um homem ateando fogo na sala de uma torre.

O homem afirmou também que as chamas acabaram atingido parte do corpo do suspeito, que saiu correndo tentando apagar o fogo. Havia um veículo próximo ao local, que saiu em alta velocidade após o incêndio.

Segundo se apurou o suspeito tem vínculo com a administração municipal de Alvorada, o que fez com que o prefeito se manifestar via mensagem de whatsapp se isentando de responsabilidades e colocando que a pessoa agiu por conta própria. Essa identificação foi possível devido a arma do criminoso ter sido encontrada no local do incêndio.

O proprietário disse que registrou boletim de ocorrência na delegacia de Polícia Civil. A Secretaria de Segurança Pública do Tocantins foi procurada para se ter mais informações sobre as investigações.

Comentários

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *