Polícia Federal vai usar drones no combate a crimes eleitorais nos dias de votação

A Polícia Federal usará mais de 100 drones (aeronaves remotamente pilotadas) para inibir prática de crimes eleitorais durante o pleito de 2020. Os equipamentos serão distribuídos em cidades estratégicas do país, segundo a corporação. O objetivo é auxiliar os policiais na prevenção e na repressão de práticas ilegais, como boca de urna e transporte de eleitores. De acordo com a PF, os equipamentos tecnológicos são capazes de se tornarem “imperceptíveis ao voar em elevada altitude”.“Os drones possuem câmeras capazes de realizar zoom suficiente para identificar suspeitos, placas de veículos, entregas de santinhos e situações de compra de votos, com imagens de alta nitidez. As imagens capturadas serão transmitidas a uma equipe da Polícia Federal, que estará preparada para monitorar as eleições e adotar as medidas cabíveis diante de atividades suspeitas”, afirma a PF em nota.A Polícia Federal alega que, em caso de algum flagrante de crime eleitoral, policiais se deslocarão, imediatamente, para o local indicado para prender os suspeitos, que serão conduzidos para a delegacia, onde serão tomadas medidas pertinentes.Ao mesmo tempo em que atua na prevenção, o objetivo da PF com o uso dos drones é diminuir a presença física dos policiais e o contato social com cidadãos não envolvidos em situação criminosa, em meio às recomendações de distanciamento social para combater a pandemia do novo coronavírus.

Comentários

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *