Detran-TO alerta sobre prorrogação dos prazos de documentos e processos durante a pandemia do novo Coronavírus


Em razão da pandemia do novo Coronavírus, em atendimento às recomendações das organizações de saúde no enfrentamento à Covid-19, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou as Deliberações n° 185,  n° 186 e n° 187, que foram referendadas pela Resolução n° 782, de 18 de junho de 2020. A resolução que ampliou e interrompeu os prazos referentes a processos e procedimentos afetos aos órgãos e às entidades do Sistema Nacional de Trânsito (SNT) e às entidades públicas e privadas prestadoras de serviços relacionados ao trânsito, enquadrando o Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran-TO).

De mais relevante aos condutores, a Resolução n° 782 trouxe as seguintes disposições:

Quanto à Carteira Nacional de Habilitação (CNH), aquelas que venceram a partir do dia 19 de fevereiro de 2020 tiveram o prazo de 30 dias para renovação interrompido por tempo indeterminado, de modo que os condutores poderão aguardar para renovar a sua CNH após a pandemia, pois não haverá penalidades para os documentos vencidos a partir deste período. O mesmo se aplica também aos casos dos condutores que possuem Permissão para Dirigir (PPD).

O prazo para conclusão do processo de primeira habilitação também foi estendido, prorrogando de 12 para 18 meses.

No que se refere às infrações de trânsito, todos os prazos para apresentação de defesa de autuação, recursos de multas, defesa processual, recursos da suspensão do direito de dirigir e cassação de CNH foram interrompidos por tempo indeterminado. De igual modo, foi interrompido o prazo para identificação de condutores infratores.

Para aqueles que adquiriram um veículo usado, fica interrompido, a partir de 19 de fevereiro deste ano, o prazo de 30 dias para realização da transferência de propriedade, por isso não haverá cobrança da multa de vencimento do Documento Único de Transferência (DUT). Ao antigo proprietário, não é obrigatória a realização da comunicação de venda do veículo no prazo máximo de 30 dias, nos casos dos veículos vendidos a partir de 19 de fevereiro de 2020. Deste modo, o novo proprietário pode aguardar passar o período de pandemia para emitir o Certificado de Registro de veículo (CRV) em seu nome.

Também foi interrompido o prazo para expedição do CRLV de veículos novos e primeiro emplacamento, desde que não expirados até 20 de março de 2020. Lembramos que, no Tocantins, o Licenciamento de 2019 ainda está em vigor, pois, o vencimento da documentação de todos os veículos do Estado se dá partir de 15 de outubro de 2020, consequentemente todos aqueles que estão em posse do certificado de licenciamento de 2019 estão circulando regularmente pelas vias. Assim sendo, não foi necessária a prorrogação do prazo para regularização do CRLV.

O Detran-TO é determinado em planejar, coordenar, executar e controlar ações relacionadas à habilitação de condutores, verificação da condição veicular, fiscalização e educação no trânsito, proporcionando assim um trânsito seguro no Tocantins.

*Estagiário Uendel Souza, sob a supervisão da jornalista Gabriela Fogaça.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *