AirBit Club – Uma forma de driblar a crise em 2020

O alastramento do coronavírus pelo mundo instala uma nova crise financeira no planeta.

A economia tradicional apresenta vários obstáculos que buscam ser minimizados com a transição para a economia digital. Altas taxas de juros, perda de liquidez das instituições financeiras, pouca transparência e pouco controle dos usuários sobre seu dinheiro são alguns dos exemplos que afetam atualmente a população. Por outro lado, as criptomoedas, sendo o Bitcoin o mais popular, já têm valor real e movem-se como dinheiro no mercado.

Note-se que todas as transações feitas com ativos digitais são imediatas, podem ser realizadas de pessoa para pessoa sem a necessidade de um intermediário e, por sua vez, estão registradas no Blockchain, um livro de contas públicas para todos os usuários.

Dessa forma, a economia digital é apresentada como a oportunidade ideal para obter liberdade financeira, o objetivo fundamental do AirBit Club, a primeira plataforma de educação criptoeconômica fundada em 2015. Além disso, é o primeiro clube descentralizado que oferece as vantagens de tecnologia e economia para gerar renda através de seu próprio negócio.

                Por esses motivos, o AirBit Club é apresentado como a ferramenta financeira para empreendedores neste 2020, unindo redes de tecnologia, economia de criptografia e marketing em uma única plataforma.

Somente em 2018 e 2019, mais de 25 milhões de transações com Bitcoin foram feitas através da plataforma. Foi nesse período que o AirBit Club enfrentou um de seus maiores desafios: a implementação de um novo sistema que suportaria a grande demanda. Embora a migração tenha demorado quase três meses, eles conseguiram fornecer aos usuários uma plataforma mais rápida, segura e capaz de suportar mais e mais transações. Além de integrar três sistemas de pagamento muito importantes: Bitcoin, Bitcoin Cash e Traxalt.

 

“Atualmente, o AirBit Club gera mais de 3,6 milhões de transações internas diárias, possui 1.932.906 afiliadas distribuídas em mais de cento e sessenta países. Isso o torna o maior clube do mundo em sua categoria.”


		

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *