TO – Governador aceita pedido de exoneração da cúpula da SSP e emite nota à população

O Governo do Estado do Tocantins informa que acatou os pedidos de exoneração e prosseguirá com a reformulação administrativa iniciada na última sexta-feira, 16, visando o equilíbrio das contas públicas. A estimativa para o próximo ano é de uma economia em torno de R$ 12 milhões com a redução de cargos em comissão e de funções comissionadas em todas as pastas. 

O Governador Mauro Carlesse disse não abrir mão das prerrogativas do governo e que quem nomeia ou exonera, dentro dos princípios constitucionais, é o governador.

Enxugamento
Segundo o governo, a estimativa para o próximo ano é de uma economia em torno de R$ 12 milhões com a redução de cargos em comissão e de funções comissionadas em todas as pastas.

Nomes da cúpula da SSP que entregaram os cargos:

Secretário: Fernando Ubaldo
Delegado Geral: Vinicius Mendes
Gerente de Operações: Wanderson Chaves
Diretora de Polícia da Capital: Antônia Ferreira
Diretor de Polícia do Interior: Marcio Giroto
Diretora de Inteligência: Luciana Midlegi
Diretor da Academia de Polícia: Marcelo Falcão

Confira a seguir a nota da Secretaria Estadual de Comunicação:

“Nota à Imprensa sobre a troca no comando da SSP

O Governo do Estado do Tocantins informa que acatou os pedidos de exoneração e prosseguirá com a reformulação administrativa iniciada na última sexta-feira, 16, visando o equilíbrio das contas públicas. A estimativa para o próximo ano é de uma economia em torno de R$ 12 milhões com a redução de cargos em comissão e de funções comissionadas em todas as pastas. 

A troca de ocupantes de cargos em comissão, de livre nomeação e exoneração, é uma prerrogativa exclusiva do Governador do Estado. E sempre que houver a necessidade de substituição, será realizada dentro dos parâmetros constitucionais. No entanto, no caso da SSP, os inquéritos policiais em curso prosseguem com seus titulares, ocupantes de cargo efetivo, e os trabalhos terão sequência normal, sem qualquer prejuízo às investigações, não sendo admitida pelo Governo, nenhuma interferência externa. 

Em relação à Secretaria de Segurança Pública, os cargos, ora vagos, serão ocupados por profissionais do setor, assegurando assim a sequência dos trabalhos iniciados e mantendo a normalidade dos serviços prestados aos cidadãos.

Secretaria da Comunicação Social
Governo do Tocantins”

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *