DF – Codese apresenta à sociedade suas propostas para o futuro – veja vídeo

Pela primeira vez candidatos receberão sugestões de políticas públicas da população

O Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do DF – Codese- apresenta neste sábado, dia 4, no auditório do Museu Nacional de Brasília, das 9 às 13 horas, o documento “O DF que a gente quer! ”, que será levado aos candidatos ao GDF até o final do mês. Os que aceitarem as sugestões deverão assinar documento em cartório confirmando suas aplicações, realizando uma administração voltada para a melhoria de vida da população.
O documento foi gestado ao longo dos últimos 12 meses por 240 técnicos, empresários, acadêmicos e representantes da sociedade civil organizada, em mais de 250 reuniões, com supervisão de consultores. Foi realizada uma ampla radiografia da situação do Distrito Federal e Entorno, e as sugestões e propostas foram correlacionadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU – ODS (tropicalizados para a realidade da região).
As pessoas que participarem do evento poderão interagir com os gestores e membros das Câmaras Técnicas, conhecendo em detalhes as propostas e contribuindo com novas sugestões. Pelo site odfqueagentequer.org”, os interessados também poderão comentar e propor ações, postar vídeos e mensagens

O Codese DF é uma organização social sem fins lucrativos, apartidária, fundada ano passado por 75 entidades e empresas da iniciativa privada e sociedade civil organizada, e que tem como objetivo aumentar o grau de conexão da sociedade com o governo. Seu grande desafio é reconstruir os laços de confiança entre a sociedade e o poder público, propondo ações e projetos econômicos, sociais, sustentáveis e estratégicos – de curto, médio e longo prazo (2030), que sobressaiam aos diversos governos, em busca de melhor qualidade de vida para todos.

Atuação em todas as áreas

Os estudos foram realizados por 19 Câmaras Técnicas (Educação, Saúde, Esporte, Desenvolvimento Urbano, Segurança, Cultura, Cidadania, Energias Renováveis, Gestão Pública, Logística e Distribuição, Negócios Agropecuários, Turismo, Tecnologia, Vestuário e Moda, Indústria, Cultura da Paz, Comércio e Serviços, Projetos Estruturantes e Regiões Metropolitanas do Eixo Brasília-Goiânia) que  atuaram  seguindo metodologias aplicadas visando desenvolver os objetivos, metas e ações estratégicas a serem implementadas, com avaliação e definição do nível de relevância de cada uma.

Romulo Troncoso, membro fundador da câmara de Gestão pública do CODESE DF, falou da importância da sociedade organizada participar das decisões do Governo, dando sugestões e apontando os rumos que as cidades devem seguir no seu desenvolvimento. Salienta que o Governo é para o povo e o povo é conhecedor das necessidades e tem sim que ser agente conjunto nessas decisões.

A importância deste trabalho para o futuro do DF é ressaltada pelo presidente do Codese, Paulo Muniz, que afirma ter chegado o momento de a sociedade brasiliense ser agente e não apenas espectadora do processo de desenvolvimento. Ao longo dos anos, lamenta, isto não tem sido colocado na balança do processo democrático e o povo se sente cada vez mais distante das decisões tomadas em seu nome. Essa participação na gestão dos negócios públicos é fundamental para que ela concorra com sugestões para aumentar o emprego, melhorar a renda e todos os serviços prestados pelo Estado, que é mantido com os recursos dos tributos que todos pagam, salientou.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *