Dia decisivo para o Oriente Médio: mundo aguarda anúncio de Trump

Presidente dirá nesta terça-feira se Estados Unidos rasgam ou não acordo nuclear com o Irã

presidente do Irã, Hassan Rouhani, admitiu que o país pode “enfrentar alguns problemas” caso os Estados Unidos decidam rasgar o acordo nuclear estabelecido em 2015. “É possível que enfrentemos alguns problemas nos próximos dois ou três meses, mas vamos conseguir ultrapassá-los”, afirmou Rouhani.

Já o porta-voz do parlamento iraniano, Ali Larijani, aproveitou para deixar um recado ao presidente norte-americano, reiterando que a hostilidade contra o Irã vai unir ainda mais o povo iraniano. “Senhor Trump, fique sabendo  que esta lealdade na questão do acordo nuclear vai encorajar a grande nação iraniana a continuar o seu caminho na Revolução Islâmica, firmemente atrás da liderança do seu supremo líder”.

As declarações do presidente iraniano e do porta-voz parlamentar surgem depois de Donald Trump ter anunciado, na segunda-feira (7), que decidiu antecipar a decisão sobre o acordo nuclear iraniano e que vai revelar, nesta terça-feira (8), se os Estados Unidos abandonam ou não o acordo estabelecido em 2015 com Irã, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha.

O anúncio da Casa Branca está previsto para as 15h (de Brasília). As últimas semanas têm sido de grande expectativa, já que o presidente da França, Emmanuel Macron, e a premiê da Alemenha, Angela Merkel, foram aos Estados Unidos para tentar convencer Trump a não rasgar o acordo. No mesmo sentido, Boris Johnson, chefe da diplomacia britânica, reuniu-se com Mike Pence, ‘vice’ de Trump, durante o fim-de-semana passado.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *