Cinthia Ribeiro pede medida protetiva à Justiça após ataques à sua honra e ameaça

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), ingressou com um pedido de tutela de urgência, solicitando que a Justiça determine ao Pastor Nelcivan, como é conhecido, que mantenha uma distância mínima de 500 metros da chefe do Executivo Municipal.

 

No pedido, o advogado da prefeita, Fernando Araújo Luz, defende que a medida é necessária considerando que Cinthia vem sendo alvo de inúmeros ataques a sua honra, por parte de Nelcivan, além de ter sido exposta recentemente, por ele, em um vídeo divulgado nas redes sociais.

 

Ao pedir a medida protetiva, o advogado também relata na peça que há o risco de dano já que Nelcivan ameaçou perseguir a prefeita onde ela for e que o pastor já demonstrou no passado ser uma pessoa violenta.

 

Em nota, a defesa da prefeita Cinthia destacou que a “liberdade de expressão e a opinião política são direitos assegurados a todo cidadão. Todavia, no Estado de Direito, eventual abuso deve ser repelido pelo Poder Judiciário”.

 

A nota diz ainda que ela “tem sido reiteradamente vítima de ofensas contra a sua honra, sobretudo em redes sociais. Ataques que tem extrapolado o campo da liberdade de expressão e de opinião política”. E por isso, resolveu acionar a Justiça em busca da responsabilização cível e criminal daqueles que pretendem atacar a sua honra injustificadamente.

 

Demissão

 

Ex-militar, pastor Nelcivan foi demitido da Polícia Militar do Tocantins após violar os preceitos éticos “impostos aos militares estaduais e consequentemente depreciação à imagem institucional”. O pastor chegou a ser preso por determinação da Justiça Militar após publicar vídeos polêmicos e ser acusado de manchar o nome da entidade.

 

Fonte: T1 Tocantins

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *