Cadela que atuou nas buscas de corpos em Brumadinho morre em parto

Animal integrava equipe de bombeiros do estado de Goiás

Corpo de Bombeiros de Goiás sofreu uma baixa. A cadela Vênus , que atuou durante buscas de vítimas após o rompimento de barragem em Brumadinho , emMinas Gerais , no início deste ano, não resistiu a complicações durante o parto dos seus filhotes. Com seis anos, o animal especializado em resgates começou a atuar com a equipe quando tinha apenas 11 meses.

Vênus foi um dos cães enviados para Brumadinho pelo Corpo de Bombeiro s de Goiás, em fevereiro. De acordo com a corporação, ela foi levada para o Hospital Veterinário da Universidade Federal de Goiás . A cadela apresentou um quadro de hemorragia interna, depois de uma cirurgia de castração e de cesária. Os veterinários, acrescentam os bombeiros de Goiás, tentaram reverter o quadro, mas ela não resistiu. A morte ocorreu na segunda-feira. Seus filhotes — duas fêmeas e um macho — passam bem.

Cadela Vênus Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
Cadela Vênus Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Quando tinha apenas um ano de idade, no início de sua trajetória no Corpo de Bombeiros, Vênus localizou o primeiro corpo, durante uma ação que aconteceu no bairro de Santa Luzia , em Goiânia. Entre as ocorrências que Vênus atuou, os bombeiros destacam um caso de 2016, quando ” desvendou um assassinato, em Lagoa Santa, encontrando uma vítima enterrada em um fosso de 15 metros de profundidade”.

Em Brumadinho, atuou pelo período de dez dias. Em abril, voltou ao local para mais 15 dias de trabalho. Desta vez, “para atuar na fase mais técnica da tragédia.”

O Corpo de Bombeiros informou ainda que Vênus foi um dos cães que mais se destacou no trabalho em Brumadinho. Por meio de nota, a corporação, “com pesar”, comunicou a morte do animal.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *